Web-FerroMHnegativo.jpg (5735 octets)      Coudelaria M. Heleno - Haras Biarritz      Web-Piaf MH1.jpg (8969 octets)

  Artigo 019
Home Index

Voltar à página Imprensa            Retour a la page La Presse            Page The Press

 

Cadernos Práticos

 

Na nossa já longa vida equestre, como criador, concursista ou juiz, temos reparado que por vezes faltam alguns conhecimentos de base áqueles que gostam de cavalos. Também verificámos que muitos amadores não têm o tempo ou a paciência para ler um tratado. Enfim, notámos que os jovens gostariam de poder consultar apontamentos que de maneira rápida lhes dêem resposta a uma dúvida e que ao mesmo tempo os instruam. É essencialmente a eles que são dedicadas estas notas, que não têm qualquer pretensão.

Para tanto, abordaremos assuntos muito variados mas que fazem parte do quotidiano do homem de cavalos.

Começaremos por dar breves indicações que permitam Escolher um Cavalo Adulto, com objectividade. Seguidamente, entre outras rubricas, falaremos de: Sinais de Boa ou Má Saude, Tratamentos Indispensáveis, Vacinações, Preparação para Bem Apresentar um Cavalo, Ser Criador, Favorecer a Fertilidade, Que Tipo de Inseminação Utilizar, Facilitar os Nascimentos, Cuidados a dar ao Recém Nascido, Tranferência de Imunidades (colostrum), Regulamentos Sanitários, etc.

Enfim, não esqueçamos que a finalidade destes Cadernos Práticos, que queremos de fácil consulta e memorização, é simplesmente a de fornecer algumas noções práticas e resumidas que possam ajudar o jovem amador no que é indispensável saber.

 

1. Escolher um cavalo adulto

 

Evidentemente, quando se quer escolher um cavalo, existem uma série de factores pessoais e que podem ser determinantes: idade, sexo, raça, actividade a que se destina, etc.

Não impede que é absolutamente necessário ter em conta um certo número de condições básicas de ordem morfológica, de ordem moral e de ordem genética. Estas duas últimas são muitas vezes esquecidas, o que a meu ver é um enorme erro.

Um cavalo fisicamente perfeito mas com mau carácter é para esquecer. Também convém ser muito prudente se os pais e avós foram maus animais. E se o resenho não corresponder ao animal que lhe é apresentado, não compre. Enfim, é prudente, para não dizer fundamental, pedir um exame veterinário.

Assim, leve o tempo necessário para examinar detalhadamente o comportamento e a origem do animal que lhe interessa, bem como as suas qualidades morfológicas e aptidões físicas. Um cavalo deve ser sempre visto parado e em movimento (à mão, em liberdade, à guia, montado, a saltar, atrelado, etc.), tendo em conta a sua idade e a sua finalidade).

 

Analisar o Modelo 

 

 

Qualidades

Defeitos

Corpo no seu conjunto

Harmonioso, equilibrado, bem proporcionado, distinto, inscreve-se num quadrado ou quase (ver desenho)

 

Constituído como que por “bocados de vários animais”, grosseiro, mais alto que longo

Estado geral

Tecidos compactos, músculos aparentes, pêlo brilhante 

 

Magro, obeso, sem músculos aparentes, mau pêlo

Cabeça

Proporcionada, bem ligada, em acordo com a raça, olhar vivo e atento

 

Pesada, mal ligada, sem expressão, em desacordo com a raça, lábio pendente

Pescoço

Longo, recto ou ligeiramente convexo na sua linha superior, bem ligado e bem dirigido desde a base (aproximadamente 45 º), denso na base

 

Curto, mal ligado, concavo na sua linha superior, orientação tendendo para a vertical, ganachas pesadas

Garrote

Saliente (sem excesso), espesso, longo (até meio do dorso)

 

Baixo, esguio, inexistente

Dorso

Proporcionado, horizontal, largo

Longo, selado (concavo), estreito, muito longo

Rim

Curto, bem ligado, espesso

Longo, mal ligado, estreito, côncavo ou convexo

 

Direcção do dorso (linha entre o centro de oscilação anterior e o centro de articulação posterior).

Atenção, nos poldros é normal a garupa estar mais alta que o garrote.

 

Horizontal ou a descer para trás (garrote mais alto que a garupa), Um garrote baixo e uma ponta do ilíum alta podem enganar deixando supor que a linha do dorso desce para a frente.

 

Garupa mais alta que o garrote. Um garrote alto pode enganar deixando supor que a linha do dorso sobe para a frente.

Espáduas

Longas, fortes, largas, obliquas (excepto nos trotadores)

 

Curtas, estreitas, verticais

Peito

Profundo, largo

 

Cilíndrico, estreito

Membros

Aprumados, articulações fortes, secos, sem taras

 

Desaprumados, articulações fracas, com taras

Braços

Longos, inclinados, musculados

Curtos, tendendo para a horizontal (excepto nos trotadores), ou para a vertical (excepto nos galopadores), pouco musculados

 

Antebraços

Longos, espessos

 

Curtos, finos

Joelhos

Largos, espessos, bem marcados, baixos

Estreitos, planos, abertos ou fechados, mal definidos, altos

 

Canelas

Fortes, curtas, sem taras, com tendões sãos

Estreitas, afuniladas por baixo dos joelhos, com taras, tendões esforçados

 

Quartelas

Curtas, bem orientadas

Longas, verticais ou demasiadamente horizontais

 

Boletos

Fortes, sem taras

Fracos, redondos, com taras

 

Pés (cascos)

Sãos, com bons ângulos

Partidos, defeituosos, talões baixos, talões altos

 

Garupa

Longa, arredondada, larga, ligeiramente inclinada, bem ligada ao dorso

 

Curta, estreita, esguia, demasiadamente inclinada

Coxas

Fémur longo, orientado para a frente

 

Curtas

Pernas

Longas, largas, descendo baixo

 

Curtas, pouco espessas

Curvilhões

Largos, espessos, aprumados, sem taras

Estreitos, fracos, muito fechados ou abertos, com taras

  

Analisar os movimentos

 

 

Qualidades

 

Defeitos

Propulsão (vista de traz)

Para cima (e para a frente)

 

Para os lados

Passo

Amplo (transpista-se), simétrico, cadenciado, lento

 

Curto (não se transpista), assimétrico, precipitado, irregular

Trote

Elástico, simétrico, “ligeiro”, amplo (transpista-se), cadenciado

 

Duro, pouca amplitude (não se transpista), irregular

Galope

Elástico, cobre muito terreno, cadenciado, posteriores debaixo da massa

Duro, cobre pouco terreno, precipitado, desordenado, posteriores atrás da massa

  

Tentar compreender o Carácter

 

 

Qualidades

 

Defeitos

Na box

Se preso fica calmo

 

Puxa para trás

Na box

Deixa que lhe abram a boca, que se examinem os dentes e os olhos, que lhe levantem os pés e se verifiquem os tendões

 

Defende-se levantando a cabeça, tenta morder, dá coices, pesa sobre o homem

Na box

Deixa pôr a cabeçada, deixa pôr o arreio

Foge, tenta morder, volta a garupa para o homem, defende-se levantando a cabeça, tenta morder, mostra-se complicado

 

Na box ou em liberdade

Calmo, tenta compreender, está confiante

 

Mostra-se nervoso, foge, tem medo

Em liberdade

Vem ter com o homem, deixa que lhe façam festas, está atento ao que se passa à sua volta

 

Foge do homem, indiferente ao que se passa à sua volta

Montado

Tem um comportamento correcto, tranquilo, atento

Tenta “despejar” o cavaleiro, foge, precipita, enerva-se sem razão, tem medo de tudo, apresenta problema respiratório

  

Investigar a Genealogia e o Documento de Origem

 

 

Qualidades

 

Defeitos

Os pais e irmãos

Têm qualidade

Não são bons ou mostraram problemas

 

Os avós

Têm qualidade

Não são bons ou mostraram problemas

 

Todos os antepassados

São bons animais

 

São desconhecidos

No resenho

Há correspondência

Não há correspondência

  

 Manuel Heleno

www.coudelaria-mh.com

 

 

 

Voltar à página Imprensa            Retour a la page La Presse            Page The Press

 

Home Index